Local

Spazzio

Data

20 a 23 de Novembro

Exposição

Tecnologia e inovação em um só lugar!

Palestras

Vários temas abordados

Projeto Oito Verde recebe mais incentivos durante a 12ª Fetech


Empresários e pessoas interessadas no projeto estiveram presentes na apresentação; Sebrae e UFCG apoiarãoApresentação do projeto Oito Verde (3) o plantio de até 100 mil mudas de árvores nativas no Açude de Boqueirão

 

Um dos projetos apresentados nesta sexta-feira (21) pelo Sebrae Paraíba durante a 12ª Feira de Tecnologia de Campina Grande (Fetech) foi o Oito Verde. A ideia é da Comissão do Meio Ambiente de Boqueirão para reflorestar o entorno do açude Epitácio Pessoa, na cidade homônoma, no Cariri paraibano. O projeto já plantou 30 mil árvores com apenas duas famílias de moradores locais. Além do apoio do Sebrae, o projeto terá capacitação da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). A meta é alcançar as 100 mil mudas plantadas nos próximos anos.

Segundo o presidente, Pedro Aprígio, ele começou a plantar sozinho em 2007. Escolheu ipês, palmeiras, mulungus, craubeiras, mororós, entre outras árvores nativas. Ano passado, conseguiu a parceria do Sebrae, que ajuda a montar a Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip). “Vamos angariar recursos para dar continuidade ao projeto, remunerar os agricultores. O projeto tem o nome Oito Verde por causa do formato do açude, em oito”, disse.

Pedro plantou primeiramente 10 mil árvores e ainda cuida delas até hoje com a ajuda da mulher e dos filhos. Desde o ano passado, ele conta com a ajuda de Marcos Marcolino, que ajudou a chegar às 30 mil mudas plantadas. O projeto já extrapolou a área do Boqueirão, indo para Cabaceiras, Gado Bravo, Alcantil, Riacho de Santo Antônio e Campina Grande, conforme Pedro. Eles pegam as mudas da Termelétrica Borborema Energética, em Campina Grande. A empresa já doou 25 mil mudas desde o ano passado e continuará doando, apoiando o projeto.

O projeto vem ganhando apoio por onde é apresentado. Este ano, a prefeitura municipal doou um terreno de três hectares para replantio florestal ao projeto. “O próximo passo é construir um viveiro nesse terreno, no açude de Boqueirão, para melhorar o plantio e investirem em plantio de mudas frutíferas. Tivemos uma participação importante na Fetech, conseguimos parceria com a UFCG, que vai oferecer consultorias para quem quiser plantar e participar do projeto, e podemos estreitar laços com outros agricultores e empresários”, falou.

Metas – O açude Epitácio Pessoa está passando por uma das maiores evaporações dos últimos anos, mesmo assim abastece Campina Grande e mais de 10 cidades vizinhas. O resultado esperado pelo projeto é sombra e evaporação para a formação de chuvas ao redor do reservatório. O grupo que mantém o projeto espera começar a ver esses acontecimentos em dois anos, quando as mudas forem árvores. O Oito Verde já está atuante em 23 granjas ao redor do açude e os agricultores pretendem alcançar todas as que existirem na localidade.

A Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema), do governo do Estado, emitiu declaração para os moradores estimulando a retirada das algarobas, prejudiciais ao açude, para plantar duas árvores em lugar de uma. A nota declara que o órgão não é contra o projeto e recomenda a prática dos moradores de plantio e cuidados das mudas.

Fonte: Valdívia Costa

« »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A Feira